Dilma diz que não tem como segurar o emprego

Da Folha de S.Paulo

Em debate ontem com representantes da CUT, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) foi cobrada para que o governo intervenha nas demissões que estão ocorrendo para impedir o aumento do desemprego, já admitido pelo próprio governo.
“Ministra, o governo deveria interferir diretamente na Vale, que já demitiu 1.300 funcionários, e na Embraer, que temos informação que vai começar a demitir”, pediu Vagner Freitas, presidente da Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro).
Dilma disse concordar com os sindicalistas que a crise mundial já chegou ao Brasil pelas demissões e pela diminuição das projeções de investimentos. Mas disse que não pode interferir diretamente para impedi-las de cortar funcionários. “O governo não pode legislar sobre empregos. Não podemos baixar uma medida provisória dizendo “fique o emprego como está”. Isso é muito complicado.” Ela disse que serão feitos todos os esforços para garantir o nível de investimentos e do emprego. “É uma das questões centrais para o governo não deixar que uma queda do emprego comprometa tudo o que conquistamos até agora.”
Artur Henrique, presidente da CUT, disse que Dilma se comprometeu a levar ao presidente Lula e ao ministro Guido Mantega (Fazenda) o pedido da CUT de incluir nos empréstimos de bancos estatais, como BNDES, Banco do Brasil e CEF, cláusulas que garantam o nível de emprego. A Argentina anunciou medida nessa linha ontem

Assinante, leia mais aqui.

Anúncios
Dilma diz que não tem como segurar o emprego

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s