Tzipi busca apoio de ultradireitista para tentar formar coalizão

De O Estado de S.Paulo

Os dois candidatos mais votados nas eleições israelenses de terça-feira, a ministra de Relações Exteriores, Tzipi Livni, do partido de centro Kadima, e o ex-premiê Binyamin “Bibi” Netanyahu, do partido de direita Likud, passaram o dia buscando aliados na tentativa de assegurar o direito de formar o próximo governo. Tzipi e Bibi saíram praticamente empatados do embate eleitoral e ambos declararam vitória.

Com 99,7% dos votos apurados, Tzipi obtinha 28 das 120 cadeiras da Knesset (o Parlamento israelense), 1 a mais do que Bibi. Mesmo assim, a chanceler pode acabar na oposição.

Assim que o dia amanheceu, começaram os encontros entre os dois candidatos e líderes dos outros dez partidos que conseguiram eleger parlamentares. Tinham como objetivo: pedir que eles os recomendem para o cargo de primeiro-ministro ao presidente Shimon Peres, a quem cabe decidir quem formará a coalizão de governo.

O encontro mais importante foi entre Tzipi e a grande surpresa dessas eleições, o imigrante da Moldávia ultranacionalista Avigdor Lieberman, do partido Israel Beiteinu (Israel Nossa Casa). Acredita-se que Lieberman, com 15 cadeiras, será o fiel da balança na definição do próximo governo. Caso aceite unir-se a Tzipi, dará a ela a chance de conseguir apoio suficiente para tornar-se a nova primeira-ministra.

Assinante, leia mais aqui.

Anúncios
Tzipi busca apoio de ultradireitista para tentar formar coalizão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s