Irã já admite 17 mortos em protestos pelo país

Da Folha de S.Paulo

Cresceram ontem as manifestações de cisão na elite política e religiosa do Irã, um dia depois dos mais violentos choques entre policiais e manifestantes desde a proclamação do resultado, questionado pela oposição, da eleição presidencial de 12 de junho.
A TV estatal informou também ontem que dez pessoas morreram, e cerca de cem ficaram feridas, nos confrontos de anteontem. Assim, sábado se tornou o dia mais violento ao longo da semana de protestos em que manifestantes acusam o governo iraniano de ter fraudado o processo eleitoral para permitir a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad.
O total oficial de mortos nos confrontos desde o dia 13 é agora de 17 pessoas.
A forte repressão de anteontem, que contou com o apoio de milhares de policiais e milicianos acionados para evitar manifestações nas ruas, se seguiu à ordem do líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei, de que cessassem os protestos.
Khamenei havia alertado na sexta que novas manifestações seriam “um erro” e que os participantes de passeatas seriam “responsáveis por derramamento de sangue e caos”.
Antes da realização das eleições, analistas apontavam que o candidato reformista derrotado, Mir Hossein Mousavi, era um forte oponente para Ahmadinejad.
Porém, duas horas após o fechamento das urnas, a agência estatal de notícias já declarava a reeleição do presidente. O resultado oficial deu a Ahmadinejad 63% dos votos, contra 33% de Mousavi.
Assinante, leia mais aqui

Anúncios
Irã já admite 17 mortos em protestos pelo país

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s