LULA COLOCA O PT ABAIXO DE ÓRGÃOS CUJO NOME O DECORO ME IMPEDE DE FALAR. ESSA REGIÃO É AQUELA LOGO ABAIXO DO RABO DO CÃO

O que Lula está fazendo contra o PT é um fenômeno inédito na história político-partidária do Brasil: humilha o próprio partido com a competência de fazer inveja ao PSDB e o DEM. Lula transformou o petismo em lulismo. Hoje, ninguém respira dentro do PT sem a anuência de sua maior estrela. Se o fizer, vai pra salinha e corre o risco de levar palmadinhas do barbudo.

Lula fez do PT a sua casa-da-mãe-Joana.

Ele manda.
Ele faz.
Ele quer.
Ele acontece.
Ele é o Altíssimo.
Ele é o Onipotente.
E, como sabemos, aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, a sombra do Onipotente descansará.

Mas como fica o partido que o ajudou a chegar à Presidência República?

Que se dane!
Que se lixe!
Que vá para o diabo!
Que caminhe no vale da sombra e da morte – e não conte com o cajado para guiar-lhe às águas tranqüilas!

Se os demais cumpanhêro de partido estão de acordo ou não, bem, isso é indiferente. Caso haja divergências, Lula as atropela e não faz a mínima questão de evitar constrangimentos. José Sarney encontrou em Lula seu maior escudo durante os atuais escarcéus no Senado. Mesmo encontrando resistências internas no próprio partido, Lula protege Sarney como um avô protege a neta (ou, se for caso, o namorado dela, arrumando-lhe uma sinecura custeada com verbas públicas).

Uma das principais vítimas do lulismo que acometeu o PT é o senador Aluísio Mercadante. Desde os surgimentos das possibilidades de enviar o caso Sarney para o Conselho de Ética, Mercadante foi enfático ao defender que era contra o arquivamento sumário de todas as ações. Coitado! Viu sua opinião de líder da bancada ser impiedosamente ignorada. Prevaleceu a vontade de Lula: todos com Sarney! Ontem, o senador chegou a confessar que não vislumbra novos horizontes como líder da bancada. E não é por menos. Leia trecho da reportagem de hoje na Folha de S.Paulo.

Na noite de ontem, o líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (PT), foi até o gabinete de Sarney comunicá-lo da resistência em absolvê-lo. Os dois tiveram uma tensa discussão, presenciada pela senadora Ideli Salvatti (PT-SC).

Sarney e Mercadante elevaram tanto o tom de voz que a discussão pôde ser ouvida por quem estava do lado de fora.

O peemedebista cobrou fidelidade dos petistas à aliança entre os partidos. Mercadante disse que não tinha condições de mudar de posição e continuaria defendendo a reabertura de pelo menos um dos processos contra o presidente do Senado -o que trata da nomeação do namorado de sua neta.

Após a reunião, segundo a Folha apurou, Mercadante chegou a confidenciar que não tinha apego ao cargo de líder da bancada e poderia entregá-lo caso o presidente Lula exija uma mudança de posição. Apesar do seu posicionamento, Mercadante não tinha segurança de que alguns senadores do PT irão seguir sua orientação.

Anteontem, Sarney e Renan conversaram, separadamente, com Lula. Disseram ao presidente que o PT precisa decidir de que lado está. Foi citado que os petistas não podem querer a aliança do PMDB na CPI da Petrobras e se aliar à oposição no Conselho de Ética.

Lula prometeu pressionar os senadores a mudar de posição e fechar com o PMDB pelo arquivamento definitivo de todos os processos contra Sarney. Lula voltará a insistir com os petistas que está em jogo a eleição de 2010, em que PT e PMDB devem fechar aliança para tentar eleger Dilma Rousseff sucessora do petista no Planalto.

Dois pontos merecem especial destaque, pois deixam em evidência o modo Lula de fazer política.

1- Lula prometeu pressionar senadores pelo arquivamento dos processos contra Sarney. Mais um sinal da ótima sociedade Lula-PT. O primeiro entra com o pé, o segundo com a bunda. A coação à qual o PT está submetida começa a gerar situações até então imprevistas. Ideli Salvati, Delcídio Amaral e João Pedro – os três cavaleiros do Planalto no Congresso – já pensam em se abster na votação no Conselho de Ética. Vão ajudar Sarney, mas não vão seguir à risca as determinações de Lula – votar (ou seja, nada de abstenção) pelo arquivamento. Até os petistas começam a ter senso do ridículo.

2- Lula vai insistir com petistas que está em jogo a eleição de 2010 e a aliança com o PMDB para eleger Dilma Rousseff. Eis aí mais um exponencial vexame sofrido pelo PT: a imposição de Lula para que Dilma seja a candidata à Presidência pelo PT. Lula assaltou o PT da vontade soberana que todo partido político tem: escolher um candidato para suceder o presidente da República. É uma bola de neve: o PT não quer livrar a cara de Sarney a toque-de-caixa, mas se vê coagido a fazê-lo em nome da candidatura de Dilma Rousseff – nome que o PT não quer na corrida pelo Planalto.

Já não devemos nos preocupar exclusivamente com os petistas. Surge o lulismo que, pelo jeito, é muito mais nocivo.

Anúncios
LULA COLOCA O PT ABAIXO DE ÓRGÃOS CUJO NOME O DECORO ME IMPEDE DE FALAR. ESSA REGIÃO É AQUELA LOGO ABAIXO DO RABO DO CÃO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s