DILMA QUER PROVOCAR UM “EXPLOSÃO CULTURAL” NO PAÍS. A TEMPO: A EXPLOSÃO CULTURAL DO MAOISMO DEIXOU 70 MILHÕES DE MORTOS

Dilma Rousseff anda muito preocupada com “subintelectuais da direita”. A ministra abordou sua inquietação em entrevista a Marco Aurélio Garcia e Emir Sader, que estão confeccionando um livro a ser distribuído no congresso do PT. O ponto foi abordado quando Marco Aurélio disse que há, no Brasil, um certo “retraimento do pensamento crítico”; e isso, segundo esses gigantes do pensamento, deve-se à “subintelectualidade da direita”. (Leia matéria aquiapenas para assinantes da Folha)

E quem são os direitistas, segundo essa gente? São os reacionários. O PT considera que reacionários e direitistas são farinha do mesmo saco. Guardem bem o que vou afirmar aqui, pois será importante para o entendimento do texto, lá na frente: petistas querem calar aqueles que, segundo eles, são de direita – os reacionários!!!

Quando achamos que nossas narinas já aspiraram todo o eixo-badeixo dessa raça, ainda há espaço para o surgimento de mais podridão. Marco Aurélio Garcia ainda foi mais além. O Top-Top defendeu a valorização da produção cultural “submersa” pela indústria cultural. E Dilma não deixou por menos. “Estamos vivendo um momento culturalmente explosivo. Precisamos colaborar         com essa explosão”, emendou. Está dada a senha: o PT vai colaborar com uma explosão cultural, pois a direita – os reacionários – está ‘intelectuando’ muito e preocupando Dilma Rousseff.

Por que considero odiosa essa arenga? Simples: pela similaridade que isso tudo tem com totalitarismo e pelo alinhamento terrorista contido nas entrelinhas. Não, não estou usando de hipérbole para justificar minha indignação. Qualquer um que estudou a Revolução Chinesa sabe o viés abominável existente nas revoluções culturais provocadas pela esquerda.

Mao Tsé Tung, o grande arquiteto responsável pela miséria da China nos anos 50, perdeu seu posto de líder máximo daquele país em 1959 para revisionistas de seu fracassado sistema econômico. Não conformado, o bochechudo formou grupos revolucionários – as Guardas Vermelhas – compostos por estudantes, professores, agricultores, partidários, camponeses etc, para esparzir na sociedade chinesa uma nova cultura.

Esses movimentos tomaram a China e deu-se início, então, a um dos períodos mais sangrentos que a humanidade já registrou. As Guardas Vermelhas perseguiam opositores ao governo e os punia segundo a doutrina de Mao: com a morte em praça pública.

Todos os elementos culturais da China começaram a perder autonomia. Artistas e intelectuais tiveram que começar a produzir segundo a vontade dos maoístas. Qualquer produção cultural na China de Mao deveria retratar uma visão positiva da revolução em curso. Mais: deveria, também, vender a imagem de Mao como um deus terreno.

Foi na cultura que os maoístas viram a oportunidade do contragolpe. Nada como elementos culturais para difundir uma crença ou uma ideologia à sociedade.

Uma das categorias mais perseguidas durante todo esse processo foi a dos professores. Nas universidades chinesas estavam os intelectuais que se oponham à revolução. Centenas deles foram expurgados pelas guardas vermelhas porque, nos moldes da cartilha de Mao, eram considerados reacionários. Sim, a revolução cultural chinesa tinha como um de seus principais objetivos a caça aos reacionários e impedir, definitivamente, que continuassem a exprimir suas idéias. O saldo da brincadeira: 70 milhões de mortos!!!

E aí, alguém apóia a “explosão cultural” que Dilma propõe?

Evidentemente, não estou insinuando que Dilma, caso leve a cabo sua própria revolução cultural, montará Guardas Vermelhas para expurgar os “subintelectuais de direita”. Mas causa-me estranheza o fato de o mesmo partido que propõe a viabilização de uma explosão cultural também seja o responsável pelos discursos em prol de controle do conteúdo dos canais fechados de TVs por assinatura. Mais: que, também, seja o partido que mais apóia a tal da Confecom – aquela aberração, contra a liberdade de imprensa.

Já disse aqui no blog e repito: qualquer semelhança do PT com totalitarismos não é mera coincidência, é afinidade mesmo.

Anúncios
DILMA QUER PROVOCAR UM “EXPLOSÃO CULTURAL” NO PAÍS. A TEMPO: A EXPLOSÃO CULTURAL DO MAOISMO DEIXOU 70 MILHÕES DE MORTOS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s