EM PASSAGEM PELA ÁFRICA, LULA VISITARÁ PELA OITAVA VEZ MAIS UM DITADOR. NÃO É SÓ A SELEÇÃO QUE MERECE VAIA…

Os brasileiros que estão na África vaiando a seleção brasileira em frente ao hotel bem que poderiam estender um pouco mais suas estadas no continente. Não é por futebol ou coisa parecida, não. É por uma causa nobre, melhor do que o ramerrão inerente à festança mundial em curso. Amanhã, domingo, Lula deve visitar pela oitava vez o ditador Teodoro Obiang Mbasogo, governante de Guiné-Equatorial.

Há 31 anos Obiang mantém seu país sub repressão. Entidades que zelam pela garantia dos Direitos Humanos o classificam como um dos mais sanguinários e corruptos ditadores da história. Dentre as acusações que pesam contra ele estão crimes de tortura, assassinato e fraudes. Não custa nada, em nome do bom senso, a torcida brasileira ir até Guiné-Equatorial vaiar Lula também.

Um relatório de 107 páginas feito pela Human Rights Watch (íntegra disponível aqui) dá um panorama do atual momento do país pelo qual Lula passará durante sua estada na África. O documento afirma que durante essas mais de três décadas de governo Obiang, sua família e entidades privadas que atendem unicamente seus interesses têm tomado conta da vida política nacional e da produção de petróleo. Em toda a África Subsariana, Guiné-Equatorial é o quarto maior país produtor de petróleo, atrás apenas da Angola, Nigéria e Sudão. Enquanto a população do país vive em plena miséria, Obiang acumulou entre os anos de 2004 e 2006 uma fortuna estimada em 42 milhões de dólares. Dentre as posses do presidente estão mansões e carros luxuosos adquiridos na África do Sul e na Califórnia.

Frente a esse cenário tão avassalador, é bem provável que, antevendo críticas da, como é mesmo?, direita reacionária, que nunca aceita diálogo com ninguém, Marco Aurélio Garcia ou Celso Amorim venha nos informar que Obiang é um governante eleito pelo povo, e que, sim, incontestavelmente, Guiné-Equatorial é uma democracia. Se tal discurso for proferido, tratar-se-á de mais uma das muitas vigarices intelectuais de nossa diplomacia. Nas eleições de fevereiro de 1996, Obiang foi reeleito com 98% dos votos! A história comprova que altíssimos índices como este só são registrados em países cujo pleito se dá sub repressão. Vistas às últimas eleições do Irã, por exemplo.

As últimas eleições guiné-equatorianas ocorreram em 2008, e foram para o legislativo. Militares marcaram presença em todas as ruas e há indícios indiscutíveis de fraude pró-partidos do governo. À época, o departamento de estado norte-americano não reconheceu as eleições, e afirmou que o processo não obedeceu a critérios que tornem o processo transparente, como mandam os manuais da democracia.

O saldo de tudo isso pode ser visto nas ruas de Guiné-Equatorial: miséria, medo, fome, crianças sem educação e oposição acuada, agredida.

Eis mais um dos ditadores que trocará cartão de visita com Lula.
Eis mais um vexame para nossa diplomacia.
Eis mais um exemplo de alinhamento político abominável.

Anúncios
EM PASSAGEM PELA ÁFRICA, LULA VISITARÁ PELA OITAVA VEZ MAIS UM DITADOR. NÃO É SÓ A SELEÇÃO QUE MERECE VAIA…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s