NO DEBATE DE ONTEM, FICOU CLARO: DILMA NÃO TEM NADA A DIZER

Pra variar, as exigências que as regras impõem aos veículos de comunicação para realização de debates tornaram o evento da noite de ontem, na TV Bandeirantes, mais uma excelente oportunidade de exposição de idéias jogada na lata do lixo. Sem tempo suficiente para a clara e ampliada exposição de propostas, ficaram de fora temas importantíssimos que vêm pautando as discussões políticas até agora, como a relação PT-Farc e a atual situação dos aeroportos. O problema dos juros, por exemplo, foi superficialmente abordado. Foi um acontecimento engessado por um conjunto de regras ultrapassadas e medíocres.

Apesar disso, tivemos bons momentos. Logo na abertura do encontro, o apresentador Ricardo Boechat perguntou a todos os candidatos qual área seria a primeira a ser trabalhada e quais seriam as propostas concretas de cada um para Saúde, Segurança e Educação caso eleitos. Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) já começou a expor a que veio logo ali: “vou priorizar os três”, afirmou. Os demais candidatos penderam mais para Saúde e Educação. Dilma, inclusive, para responder a essa questão, teve um pouco de dificuldade. Olhou para o Boechat. Olhou pra platéia. Olhou pra câmera. Ficou cabisbaixa. Leu um papelzinho e soltou um… boa-noite. Só depois deu início à resposta!!!!

Na fase em que candidato perguntava a candidato, o desempenho de Dilma em debates, desconhecido até então, pôde ser melhor observado. E foi, de início, uma catástrofe. Se havia ainda alguma dúvida de que a candidata não tinha nada a dizer, depois disso, não sobrou nenhuma duvida. Chamou Serra para o confronto de comparações entre as gestões FHC e Lula. O tucano revidou criticando a atual situação de infra-estrutura nos portos, aeroportos e rodoviárias federais. Nervosa e sem escapatória, desembestou a falar números atrás de números. Alguém precisa avisar à candidata que fazer jorrar dados estatísticos em debates é perda de tempo, o eleitor não os assimila tão facilmente.

A estratégia de Dilma durante o certame ficou mais do que clara: provocar Serra a falar mal do governo Lula e responder-lhe com uma enxurrada de índices disso e daquilo. A candidata questionou o tucano sobre a atual situação da indústria naval. Serra afirmou que está dentro do esperado e não tinha críticas a fazer, mas, devido a um processo de, digamos, desindustrialização em andamento no País, é lamentável que, para fabricar navios, tenhamos de importar os componentes. Na réplica, Dilma ficou a ver navios.

No segundo bloco, o angustiante desempenho da ex-ministra ficou em ainda mais evidência depois que Serra revelou a atual política do governo federal para as APAES – entidades que cuidam de pessoas com deficiências físicas. Dilma disse que, sob Lula, as APAES receberam atenção. Serra revidou perguntando o porquê de, então, essas entidades terem sofrido cortes tão brutais de verbas. Dilma recorreu a anacolutos e não respondeu.

Serra também escorregou quando demonstrou estar desinformado sobre o Luz para Todos. A candidata mencionou números do programa e sustentou que na gestão Lula a eletricidade chegou a mais lares do que no governo de Fernando Henrique. No entanto, dados do IBGE não confirmam essa informação, conforme podemos ver aqui. Basta consultar o site do instituto para vermos que, no governo FHC, o crescimento de domicílios com iluminação foi de 4,9% no período de 1995 a 2002. Com Lula, de 2002 até 2007, o crescimento foi de apenas 1,8% – menos da metade!

Quando foi a vez dos jornalistas da emissora perguntar aos candidatos, José Paulo de Andrade quis saber de Serra qual será sua postura, caso eleito, frente às empresas públicas do governo. Também perguntou a opinião do candidato sobre as privatizações promovidas por FHC. Foi aí que o tucano teve, na minha avaliação, seu melhor momento. Ele lembrou que o atual assessor de campanha de Dilma, Antonio Palocci, quando ministro da Fazenda, elogiou todas as privatizações de Fernando Henrique, principalmente a do setor elétrico. Também afirmou que num eventual governo seu, as estatais não serão entregues a partidos políticos e nem a grupos, para não implicar consequências graves como as que vemos hoje nos Correios.

No geral, o debate foi tímido. Não vimos nada do que foi alardeado antes do evento. Segundo a imprensa, o PT confrontaria Serra com dados da Segurança em São Paulo e o tucano jogaria no colo de Dilma o binômio PT-Farc. Nada disso ocorreu. Serra mostrou-se mais comedido que o normal, mas não tropeçou tanto como a petista. Marina Silva teve uma atuação apagada, ausente. Como sempre, durante suas intervenções, fui arrebatado por aquele sentimento de compaixão por ela. Chega a me dar uma sensação de culpa se não presto atenção no que ela diz; mas a tentação de largá-la falando sozinha e desviar a atenção para o peixe no aquário me pareceu mais atraente. Plínio de Arruda Sampaio foi ao evento mais para servir de bobo a candidato. Fez piadas e achou ruim que ninguém lhe perguntava nada. Mesmo assim, evidenciou sua ideologia para um eventual governo do PSOL: incentivo à ocupação de terras. O octogenário já passou da hora de aposentar seus delírios.

Se ficou alguma certeza da noite de ontem, ela foi para os petistas. Ao contrário do que pregavam, Dilma não está preparada nem para debate de botequim. Ela introduz idéia dentro de idéia sem concluir a idéia anterior, deixando seu público com cara de ponto de interrogação. Sem uma colinha, a candidata se perde. Na hora das considerações finais, por exemplo, recorreu a um papelzinho. Até pra dar tchau precisou de muleta.

Apesar disso, José Eduardo Dutra, presidente do PT, postou em seu Twitter: “O desempenho dela [Dilma] foi dentro das nossas expectativas e, com certeza, muito acima das expectativas da oposição”.

Então tá…

NO DEBATE DE ONTEM, FICOU CLARO: DILMA NÃO TEM NADA A DIZER

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s