Bendini tenta vender algo que não tem: independência

Em entrevista exclusiva concedida ao Jornal Nacional de ontem (10/2), o novo presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, tentou mostrar que terá, sim, independência na condução da petrolífera. “Do ponto de vista de ingerência, se eu for dar o exemplo de onde estou vindo agora, seis anos na presidência de um banco que também é uma sociedade de economia mista, eu me senti muito confortável nesse período porque eu tive total liberdade e autonomia para trabalhar e é também o que me foi confidenciado pelo Conselho de Administração (da Petrobras)”, disse.

Bem, a coisa não foi bem assim como retrata o executivo. Dilma Rousseff, a presidente com capacidade de afundar qualquer coisa sobre a qual sobrevenham suas ideias, usou descaradamente o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal para forçar uma queda de juros nas operações de financiamentos imobiliários e de empréstimos. Isso era bom para o banco? Era oportuno? Que se dane! Nessas horas, o populismo sempre prevalece. O fato é que ela mandou, e ele bovinamente obedeceu.

Por sinal, cumpre lembrar o desempenho medíocre que o BB, ainda sob Bendine, teve em 2014. O lucro do banco caiu 28,6%, enquanto o do Bradesco e do Itaú subiram 25,6% e 29%, respectivamente.

Mais: esse senhor é especialista em derrubar o valor de ações. Ao assumir a Petrobras, as ações caíram 6%. Quando foi nomeado presidente do Banco do Brasil, a queda dos papéis foi de 8,15%.

Ah, o coquetel de infortúnios não para por aí. Uma analisada na lista dos membros do Conselho de Administração da Petrobras só corrobora a impressão de que o sócio controlador daquela geringonça, ou seja, o governo, continuará fazendo o que bem entender. Eis a plêiade do Planalto: Guido Mantega (como presidente!), Maria das Graças Foster, Luciano Coutinho e Miriam Belchior. Cada um, vale lembrar, carrega nas costas, em menor e em maior grau, maus momentos em suas respectivas áreas de atuação.

E o PT teima em dizer que quem quer privatizar a Petrobras, livrando-a dessa corja, é antinacionalista. Que piada!

Bendini tenta vender algo que não tem: independência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s