Eles querem sangue

Olho por olho e a humanidade acabará cega. A frase de Mahatma Gandhi deveria ecoar pela cabeça baldia do ex-presidente em exercício, Lula, e de seus asseclas. Na semana que se passou, petistas promoveram na ABI (Associação Brasileira de Imprensa), no Rio de Janeiro, um ato em favor da Petrobras. Pessoas que, assim como a maioria dos brasileiros, estão enfadadas pela sequência inesgotável de patuscadas ocorridas no País, resolveram protestar nas proximidades, levando à memória dos presentes a incômoda realidade do País e pedindo um “Fora, Dilma”. Resultado: militantes do PT as espancaram, botando-as para correr.

Miliciano petista põe manifestante pra correr na base do pontapé
Miliciano petista esmurra manifestante

Vocês entenderam? Eles, petistas, podem fazer ato em defesa da Petrobras – que triste fim o da empresa: manifestam-se em seu favor justamente aqueles que a destruíram e continuam a esmorecê-la –; quem ousa lhes apontar o dedo, lembrando que foram justamente os petistas os responsáveis por tudo, aí não pode, aí é crime. Porrada e pontapé devem ser a resposta.

Como se isso não bastasse, em seu discurso inflamado, Lula conclamou a militância a não baixar a cabeça. “Quero paz e democracia, mas também sabemos brigar. Sobretudo quando o [João Pedro] Stedile colocar o exército dele nas ruas”, disse. Não ornam, em uma mesma frase, as palavras “paz” e “democracia” com “exército de Stedile”, um salafrário que capitaneia Brasil afora invasões a propriedades privadas via métodos notadamente violentos. Ao se aliar ao chefe do MST, Lula assume objetivamente que está disposto ao confronto às últimas consequências. Ora, não foi Stedile que prometeu uma “guerra” se Aécio ganhasse as eleições?

Miliciano petista agredindo manifestante. Seu crime: não pensar como Lula e achar que a Petrobras está um mar de rosas
Manifestante sendo agredido. Seu crime: falar a verdade sobre o PT. 

Também tomado pelo espírito combativo de Lula, o presidente do PT-RJ e prefeito de Maricá, Washington Quaquá, postou em seu Facebook: “Contra o fascismo a porrada! Não podemos engolir esses fascistas burguesinhos de merda! Tá na hora da militância e dos petistas responderam (sic) esses fdps que dão propina ao guarda, roubam e fazem caixa dois em suas empresas, sonegam impostos dão uma de falsos moralistas e querem achincalhar um partido e uma militância que melhorou (sic) a vida de milhões de Brasileiros. Vamos pagar com a mesma moeda: agrediu, devolvemos dando porrada!”

Dá-me nojo todas as vezes que ouço pessoas defendendo o PT ancorando-se no argumento de que o partido mudou a vida dos brasileiros mais pobres, como se isso fosse um salvo-conduto para a prática de crimes, assaltar a República, praticar estelionato eleitoral, assenhorear-se da máquina do Estado, corromper o Poder, fazer proselitismo chulo, incitar violência contra oposicionistas… Os pobres deveriam se sentir aviltados cada vez que essa gente os usa como massa de manobra para justificar seus malfeitos.

Questionado se não ultrapassou os limites da civilidade, Quaquá conseguiu piorar tudo. “Sou sociólogo e professor. Nasci na favela. Falo a linguagem do povo. Não estamos defendendo que o PT saia dando socos e porradas sem motivo, mas, se derem o primeiro soco, devemos responder com dois.” As pessoas decentes que moram em favelas têm o dever moral de condenar a fala desse senhor. Quer dizer que o fato de ter sido favelado o credencia a fomentar um banho de sangue? Então quem nasce em favela é, consequentemente, adepto do olho por olho, literalmente? Faça-me um favor!

Essa gente já fez muito mal ao País. Se eles nos abordam com socos e pontapés, nossa resposta continuará pautada pela lei e pela ordem. Se querem guerra com derramamento de sangue (porque é isso que o exército do MST, convocado por Lula, faz de melhor), nossa luta continuará se dando no campo das ideias e da reivindicação de um Estado livre dessa gentalha.

Dia 15 de março, a resposta será dada à altura!

Eles querem sangue

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s